Voar

Sou um ser obscuro
Não estou enganando
Estamo voando sobre todos
Nunca pensei que me sentiria assim algum dia

E assim que me sinto-me
Completamente feliz
Feliz em saber que você
Estas perto de mim de novo
Em saber que eu sou um ser obscuro

Ei bebe venha aqui
Te montarei o paraiso
O meu mundo obscuro
Eu sou assim é não mudarei para agradar-lhe
Sou assim, mas eu

Eu pensei que avia simplesmente perdido meu coração
O lindo solo de guitarra que me alegras
Em todos os lugares
Minha mente estas aberta para ti

Ei bebe venha aqui novamente
Vamos voar sobre todos
Não estou enganando não
Samos seres obscuros
Obscuros para sempre (FOREVER)

A morte estas no meu coração
Meu coração que morreu
Mas sobreviveu
Sobreviveu em saber a verdade sua
Em saber só da linguagem corporal sua

Não posso nenhum sentimento por ti
Sinto-me livre
Livre para voar
Voar com o meu coração partido

Venha vamos voar sobre todos
Vamos nos jogar no mar
Vamos no matar
Venha quero te dizer que sou obscuro

Aquele lindo som de gothic metal me reage todos os dias
Carrego minhas musica favorita em minha mente
Sim algum dia eu irei morrer
Mas antes quero que saibas a verdade
Simples mente a verdade

+Valquiria+

Meu sangue
-------
Aquele aroma de sangue
Mas sangue da onde?
De meus pulso e claro
Pegue o cálice para nos beber
O sangue de meu pulso
------
A lua esta no céu
Então vamos brindar no cálice de sangue
A lua estas bela de mas
As estrelas estão a brilhar no céu agora
E lagrimas a surgir
-------
A ilusão que invadio o meu coração
Tantas ilusões
E descepisões eu viv
O sangue que escorre de meus pulsos
A doce aroma do meu sangue
--------
Agora no cálice
Bebo o meu sangue
O meu sangue, eu bebo agora
Sangue de meu pulso cortado
-----
Minha alma carrega algo
Mas o que é?
E o meu coração que esta
Partido e que sangras
--------
Bebi o meu sangue
Que saístes de meu pulso
A lua no céu
E eu bebendo o meu sangue
---------
Sou um ser obscuro e sombrio
A lua e linda de mas
E as estrelas também
As estrelas com a lua a brilhar no céu
---------
Sepultei o meu coração que sangras
Minha alma melancólica a vagas
Sangue meu a sair de meus pulsos
Lagrimas de sangue a formas um lago de sangue

+Valquiria+

Lagrimas de sangue

Doce lagrimas de sangue
Que passam pelo meu rosto frio
Lagrimas comuns? Nãos, mas sim
Lagrimas de sangue, são
Lagrimas com o gosto de sangue
Lagrimas derramadas
No vale das lagrimas

Pessoas a chorar
Enfrente ao vale das lagrimas
Pessoas tristes, e decepcionadas
A chorar no vale das lagrimas

Sou o ser obscuro
Mas ao mesmo tempo alegre
São lagrimas de sangue
Comuns? Não, mas sim de sangue

Lagrimas de que ?
Alegria?
Raiva?
Tristeza?
Amor?
Desespero?
Descpção

Descpção que dominou o meu coração
Que esta sem vida
O doce descpção

Se eu morre-se algum dia
Por essa descpção?

Almas a vagar numa floresta
Das pessoas descpcionadas
Com algo o corrido na vida

Descpção na alma
Descpção que me faz chorar
Descpção que me dominou-me
Sem eu perceber
Tantas descpções eu já vivi

O descpção
Descpção que não sae de minha mente
Descpção que me marcou
E para sempre

Eis a descpção
Descpção que marcou
Descpção que não sai
De meu coração
Eu morri para mim mesmo

Eu morri para mim mesmo
Mas uma vez
Minha alma morta e triste estas,
Mas ao mesmo tempo alegre

Eu morri para mim mesmo
Triste ou alegre?
Eu morri para mim mesmo
Mas uma vez com o coração sem vida

Eu morri para mim mesmo
Minha alma estas triste
Ao mesmo tempo alegre

Eu morri para mim mesmo
Eu me afundei em meus sentimentos
Eu morri para mim mesmo
Sou um ser obscuro
Obscuro sem sei

Eu morri para mim mesmo
O como e linda a beleza da noite
A beleza da noite das estrelas e da lua
Me deixas alegre e feliz sem a tristeza e a solidão...

Nunca esquecerei


Alma obscura que vagas nas trevas

Almas com o coração partido

Com a alma solitária

Gritos e berros e choros de desesperos

-

Estou afundando num mar das trevas

Sepultando todos os meus sentimentos

Sepultando meu coração

-

Lembranças que nunca será esquecidas

Meu passado nunca se apagara

Nunca esquecerei do passado do que

Eu vive, estas guardado numa caixa

Em minha mente

-

Mas carrego em minha mão

O meu coração sangrando e partido

Mas nunca esquecerei do meu passado

Do que eu vivi

Lagrimas que saem de mim

Lagrimas de tristezas e minha alma

Obscura também choras

Sou o fantasma das trevas

Sou o fantasma das trevas
Que te guiastes ate as trevas
Sou o fantasma das trevas
Que caminhas com o coração partido
E com o coração sangrando
Sou o ser fantasmas das trevas
Que vaga nas trevas

Sou um ser frio e gelado
Sem sentimentos algum
Sou apenas um ser gelado
E frio sem motivos de viver

Sou o fantasma das trevas
Que te guia as trevas ou a luz
Sou o fantasma das trevas
que te protege

Sou o seu protetor
O fantasma das trevas
eu quero ser a lua

Sou a trevas e luz
Sou o fantasma das trevas
Quero ser a lua para iluminar sua
Alma sombria e gelada
Flores

Lindas flores negras
Das trevas
Flores com o
Cheiro maravilhoso
Essas flores
Das trevas
São negras
E sombrias

Um lindo jardim
Nas trevas, com o céu
Nublado com
Algumas luzes
No céu
No jardim a
Flores negras
Lindas flores

Flores perfumadas
E flores negras
Das trevas
corvos

corvos nas arvores secas
lindos corvos
sentado na grama das trevas
observado a linda
natureza sombria
com os lindos corvos
nos galhos das
arvores secas

és grama misteriosa
és mundo misterioso
és flores misteriosas
és arvores mesteriosas
és corvos nos lindos
galhos secos das trevas...

a menina e o violino magico

lá esta a linda menina
tocando o seu violino
nas trevas
a menina melancolica
e feliz nas trevas
com o seu violino magico
das trevas

ela estas tocando
o violino magico
em uma arvore seca nas trevas

és a menina de preto
com o violino magico
nas trevas

Nervoso

O nervoso

Este nervoso que invade

Meu coração sombrio e solitário

És nervoso que

Bate em meu coração

Nervoso e solidão

Coração nervoso

Coração triste

Este nervoso que

Me bate

Em meu coração

Sem motivos

Nervoso , és nervoso

Nervoso que consigo controlar

Em meu coração sombrio e gelado

Sol

O sol e como o inferno

O sol e quente

Como o inferno

O sol e o inferno

Se o sol tirasse férias

Durante o dia

As trevas invadiriam

O céu do dia

Não existiria

Mas sol

Só existiria a luz da lua

Que brilha no céu

Com as estrelas

Sem dia

E com noite

A noite será para sempre

O dia?

Nunca mas

Lagrimas de sangue

Estas são minha lagrimas de sangue

Lagrimas que me aquecem no inverno

Frio e frio nas trevas

Estas são minhas lagrimas

De sangue

Minhas lagrimas de sangue

São sem motivos

Ou talvez tenha um motivo

Que eu nem saiba!!!

Lagrimas que escorrem de meu olhos

Sem saber o por que

Mas em mim ainda a um lugar

Que me completa

Uma santidade que eu chamo de lar

Mas eu sei que em mim

A algo que me completa

Tristeza

Tristeza que bate

Em meu coração solitário

Minhas tristezas choradas

Minha solidão

E minhas lagrimas

De sangue

Minha tristeza

Eu vago nas trevas

Chorando, e chorando

Minha alma vaga

Nas trevas vaga

Nas trevas corregando

Minhas tristezas

Minha alma solitária

E triste

Que vaga

Nas trevas

Mar sombrio

Sentado perto de

Um lindo mar

Com o céu sombrio

E negro

Com a lua

No céu e as

Estrelas a brilhar

No céu

Choro, e choro

Na beira do mar sombrio

Eu choro

Minhas lagrimas choradas

No mar sombrios

Lagrimas depressivas

No mar sombrio

São minhas lagrimas que

Eu choro todos os dias

No mar lindo das trevas

Eu choro nas trevas

Neste lindo mar sombrio

Com a lua a brilhar no céu

Com as estrelas a brilhar no céu

Trevas

Nas trevas vago

Minha alma sonolenta

Minhas lagrimas de sangue

Chuvas que caem do

Céu das trevas

Almas sombrias

Que vagam nas trevas

E minha alma

Nas trevas esta

Minha alma sombria

E solitária

Vaga nas trevas

Minhas tristezas choradas

Nas trevas

E lembranças da solidão

Que invadio meu coração sombrio

Coração

Coração congelado
Coração negro
Coração de madeira
Coração sem sentimentos

Meu coração sombrio
Com minhas tristezas
Aquele coração partido
e frio que és meu

És coração sangrento
e partido
coração apertado de angustias
e desesperos
nesta vida
sombria das trevas
sereias

sereias no mar
sombrio das trevas
que nadam neste
lindo mar sombrio das trevas

não são sereias comuns
são serias das trevas
que nadam
no mar das trevas

e as fadas que voam
no ceú em frente ao
mar sombrio das trevas

segunda-feira, 28 de junho de 2010

.........

sexta-feira, 18 de junho de 2010

sábado, 15 de maio de 2010



Muitas pessoas acham que nos samos satanistas mas estas pessoas que acham isto estão enganadas NOS NÃO SAMOS SATANICOS, e muitas pessoas acham que nos samos um modo de se vestir, mas as pessoas que acham isto estão enrradas pois nos samos mas que um estilo

domingo, 14 de março de 2010

Scrap Gotico






+Boa Noite+
http://1.bp.blogspot.com/_cS9Kc0X6POc/SOPvY3nwCSI/AAAAAAAAACs/ldKftLYd73k/s1600/Lucretia_Bittermoon_en_imagenes_goticas.jpg
O MAR

O mar é triste como um cemitério;
Cada rocha é uma eterna sepultura
Banhada pela imácula brancura
De ondas chorando num alvor etéreo.

Ah! dessas vagas no bramir funéreo
Jamais vibrou a sinfonia pura
Do Amor; lá, só descanta, dentre a escura
Treva do oceano, a voz do meu saltério!

Quando a cândida espuma dessas vagas,
Banhando a fria solidão das fragas,
Onde a quebrar-se tão fugaz se esfuma,

Reflete a luz do sol que já não arde,
Treme na treva a púrpura da tarde,
Chora a Saudade envolta nesta espuma!

Augusto Dos Anjos

domingo, 28 de fevereiro de 2010



anjo solitario que vaga nas trevas
soltando suas lagrimas depressivas
cada gota de chuva que cai do céu e uma
lagrima do céu


Alma obscura e sombria

sábado, 20 de fevereiro de 2010

A lebre e a raposa

A lebre e a raposa

A lebre pergunta a raposa de onde vinha sua fama de esperta
-Esse e uma longa historia - Respondeu a raposa - Venha jantar comigo esta noite e eu a contarei para você.
A lebre aceitou, o convite. Quando chegou lá a raposa foi logo anuciando-
- O unico jantar aqui e você
E sim a lebre descobriu que a fama de esperta da raposa era por causa de sua maldades e mentiras

Moral da historia: Tenha cuidado com a esperteza das pessoas!!!